Instagram Stories: como incluí-lo em sua estratégia de marketing

O Instagram é uma das redes sociais mais populares do mundo. O aplicativo de fotos tem gerado muitos impactos positivos para as campanhas de marketing, fazendo com que as agências invistam cada vez mais nesse tipo de divulgação. Com atualizações constantes, a rede tem implantado diversas mudanças para oferecer uma experiência cada vez mais completa para os usuários. Uma delas, que fez muito sucesso, é o Instagram Stories.

Com uma função bem parecida com o Snapchat, os Stories permitem que os usuários compartilhem fotos e vídeos que ficam visíveis por apenas 24 horas. Desde que foi lançado em 2016, o recurso já conta com mais de 300 milhões de usuários ativos. E claro, o marketing pode usar esse número ao seu favor.

Confira as nossas dicas para incluir o Instagram Stories em seu planejamento estratégico e bombar ainda mais nessa rede social.

Mostre os bastidores da empresa

Se você usa os posts no feed para divulgar os seus produtos ou serviços, deixe o Instagram Stories para fazer algo mais divertido, como mostrar o dia a dia da empresa. Essa é uma ótima oportunidade para criar um relacionamento mais próximo com os seus consumidores e trazê-los para mais perto do cotidiano da empresa.

Faça enquetes no Instagram Stories

A ferramenta permite que você faça enquetes com os seus seguidores. Utilize essa função para perguntar aos seus consumidores quais são os tipos de promoção que eles gostam, quais textos eles gostariam de ver publicados no blog, quais são os produtos favoritos e por aí vai. É uma ótima maneira de fazer com que o seu público se sinta ouvido.

Não se esqueça do CTA

Se o seu objetivo é aumentar o número de visitas no e-commerce ou blog, não se esqueça de incluir um call to action nos seus Stories. Você precisa deixar a direção clara para os seus seguidores traçarem o caminho que você deseja. Se a chamada for para um texto publicado no blog da empresa, você pode falar um pouco sobre o assunto durante o vídeo e colocar um “Arraste para cima para saber mais” e redirecionar o usuário para a página desejada.

Aposte em vídeos espontâneos

Uma das características do Instagram Stories é a facilidade e a instantaneidade em postar fotos ou vídeos. Se você tem uma notícia quentinha em mãos, por que correr o risco de perder o timing só para produzir algo mais elaborado? Use a ferramenta para fazer vídeos espontâneos e não perder oportunidades de postar conteúdos relevantes no tempo correto.

Faça promoções e sorteios

A ferramenta também é uma ótima oportunidade para divulgar promoções exclusivas para os seguidores do Instagram e realizar sorteios. Assim você aumenta a visibilidade da sua marca e faz com que os usuários fiquem mais engajados.

Nós temos outro texto sobre Instagram em nosso blog, com algumas dicas para você usar o aplicativo a favor da sua empresa. Você pode conferi-lo clicando aqui. E se precisar de ajuda para preparar o planejamento estratégico das mídias sociais da sua empresa, é só entrar em contato com a gente 😉

Como escolher uma agência de Marketing Digital para minha empresa?

Investir em marketing digital é essencial e todo mundo sabe disso. No entanto, uma dúvida comum dos empreendedores na hora de investir nessa área é escolher qual a melhor agência de marketing digital para gerar o tão almejado crescimento on-line.

Como há muitas opções e empresas que atendem públicos variados, é sempre interessante organizar bem as ideias e fazer uma pesquisa prévia para escolher a melhor opção.

Para te ajudar a escolher a melhor agência para a sua empresa, abordaremos a seguir alguns aspectos importantes que devem ser considerados antes de fechar uma parceria. Confira!

Entenda a importância do investimento em marketing digital

Independentemente do segmento de uma empresa ou para que tipo de cliente ela trabalha, é certo que estar na internet irá gerar muitas oportunidades de negócio e vendas. Afinal, o universo on-line é capaz de quebrar diversas barreiras, antes existentes devido às distâncias físicas.

Além disso, marcar presença na internet demanda investimentos muito menores do que se costuma imaginar. E, para fazer o investimento em marketing digital valer a pena, é importante contar com os serviços de uma boa agência de marketing.

Comece pelo planejamento

Antes mesmo de começar a procurar a melhor agência para atender sua demanda, faça um bom planejamento com todos os detalhes do que você precisa e acredita ser necessário para o futuro do seu negócio.

Deixar de fazer isso é um erro comum que só traz prejuízos, já que, sem saber o que realmente se quer, é difícil que a agência contratada saiba como ajudar. Leve em conta as atividades necessárias, metas que espera do trabalho e o orçamento mensal disponível para começar a trabalhar.

Consulte agências independentemente da localização

A maioria dos empresários costuma entrar em contato somente com agências locais, o que, em tese, é mais conveniente. Isso não é um problema, mas não precisa ser tão restrito.

Com as facilidades proporcionadas pela internet, a distância deixar de ser um problema. Isso torna muito mais fácil a tarefa de encontrar a agência ideal para os seus negócios.

Tenha foco nos valores que a parceria pode agregar aos negócios

Outro erro comum é focar apenas no preço final do serviço. Claro que, na maioria das vezes, a empresa pode contar com orçamentos limitados, mas é importante pensar no valor que está incluído na proposta.

Focar somente nos custos de investimento é uma péssima ideia, já que pode acontecer de se contratar uma empresa que cobre menos, mas que não ofereça nenhuma segurança e resultado — o que pode ocasionar grandes prejuízos.

Contrate tendo em vista suas maiores necessidades

Hoje em dia, existem agências focadas em determinados setores e em determinadas especialidades. O que é ótimo, já que torna o trabalho mais personalizado.

Por isso, é interessante saber qual o foco da agência e se ela realmente pode atender às necessidades do seu negócios; se os seus valores são parecidos; e, claro, se sua empresa realmente precisa do que a agência está oferecendo naquele momento.

Escolha a agência ideal para a sua empresa

A Lealmente atua no mercado desde 2012 e tem como ponto forte a consultoria. E o quanto isso pode refletir nos seus negócios? O segredo está no foco em análise de todo o ambiente da sua empresa para trilhar os melhores caminhos para você alcançar o sucesso no mundo digital.

Portanto, antes de escolher a sua agência de marketing digital, não deixe de entrar em contato conosco e conhecer as soluções que temos a oferecer!

Passo a passo: como criar um anúncio pago no Facebook

Nós já postamos aqui no blog da Lealmente as principais diferenças entre o Facebook Ads e o Google Adwords. Se você optou em veicular as suas propagandas no Facebook Ads, hoje nós vamos te ensinar passo a passo a como criar um anúncio pago na rede social. Vamos lá?

Primeiro passo: defina seus objetivos e o público-alvo

Antes de começar a criar o seu anúncio no Facebook Ads, é necessário fazer um planejamento de campanha. Esse é o momento de definir quais são os seus objetivos com os anúncios, qual é o público-alvo e em quais formatos os anúncios serão veiculados para otimizar o dinheiro investido.

A sua meta com os anúncios é extremamente importante para definir o tipo de campanha que será criada. Você quer criar um relacionamento melhor com o seu cliente? Fortalecer o nome da sua empresa? Fazer com que mais pessoas conheçam a sua marca? Pense nisso durante o planejamento.

O Facebook Ads também possui um alto nível de segmentação. Você pode direcionar os seus anúncios para uma faixa etária, gênero, profissão, interesses, região de moradia e por aí vai. Dessa forma, você assegura que o público que irá visualizar a sua campanha tem o mínimo de interesse pelo o que você tem a oferecer.

Segundo passo: crie a sua campanha

Agora que você já definiu os seus objetivos e público alvo, é hora de começar a criar um anúncio pago. Você pode fazer isso de duas maneiras: clicar em “impulsionar publicação” em uma postagem que já está na sua página ou acessar o gerenciador de anúncios do Facebook.

No gerenciador, você pode criar e analisar os anúncios. Quando você impulsiona, você cria apenas uma campanha de engajamento.

É nessa etapa também que você vai definir qual será o tipo de anúncio a ser criado: de reconhecimento, de consideração ou de conversão.

A campanha de reconhecimento é focada na construção da marca, e não começar a vender de imediato. A intenção é mostrar a propaganda para quem está mais propenso a prestar atenção nela. A de consideração, já busca algum tipo de resposta do público. Esse é o tipo de campanha em que você encontra os formatos de campanha de engajamento, geração de leads e acesso ao site. Já a de conversão, visa aumentar as vendas. O objetivo é impactar quem já conhece e acessou o site, mas não concluiu a compra.

Terceiro passo: defina o investimento, segmentação e posição

Depois de definir o tipo de campanha, chegou a hora de segmentar os anúncios. Como já dissemos anteriormente, você pode direcionar os seus anúncios para pessoas com características específicas. Você também irá decidir quais serão os posicionamentos dos seus anúncios. Eles podem ser exibidos na linha do tempo, na coluna posicionada a direita, nos vídeos sugeridos ou até mesmo no Messenger.

E claro, você também irá decidir qual o valor investido na campanha. Há opções de orçamento diário ou por tempo de campanha. Também é possível selecionar data e horários para os anúncios serem veiculados.

Quarto passo: acompanhe os resultados

Anúncios veiculados, é hora de acompanhar os resultados. Em geral, anúncios que possuem menos de 20% de texto na imagem obtêm o melhor desempenho. Caso a sua propaganda não esteja dando o retorno esperado, é hora de repensar no formato. Fuja do padrão e aposte em textos e imagens diferentes, que se destaquem em meio ao feed. As métricas de alcance e frequência de exibição ajudam a apontar se o conteúdo está adequado ou se você precisa fazer alterações.

Aqui na Lealmente, nós trabalhamos para criara os melhores conteúdos e anúncios para a sua empresa veicular no Facebook. Se você tem interesse em criar um anúncio pago para a sua marca, entre em contato conosco 😊

Por que minha empresa deve investir em estratégias de Branding?

Quem quer alcançar um amplo e real sucesso no mercado com sua empresa precisa trabalhar alguns conceitos básicos e definir estratégias específicas. Nesse contexto, o branding abrange ótimas táticas que, embora muitas vezes sejam deixadas de lado por alguns empreendedores e donos de negócios, contam pontos extremamente positivos para as empresas.

Se você ainda não sabe bem o que é ou não está investindo em branding, é preciso conhecê-lo melhor e entender as suas vantagens. Acompanhe o post e descubra o que o branding pode potencializar na sua estratégia de mercado:

Entenda o que é o branding

Antes de qualquer coisa, é preciso ressaltar que branding não é o mesmo que “marca”.

A marca é o símbolo pelo qual a sua empresa é conhecida, além do significado que ela passa para os consumidores. Já o branding deve ser entendido como a gestão de uma marca — afinal, é preciso saber construir uma marca para que ela seja um sucesso na visão do consumidor.

O branding é o grande responsável por criar a boa percepção e a identificação que os clientes possuem com uma determinada empresa. Quando a estratégia de branding é bem produzida, faz com que os clientes se apaixonem pela marca, encantando-os e fidelizando-os.

Descubra as vantagens de investir em branding

A construção de uma boa marca faz com que a empresa tenha uma ótima reputação diante do olhar de seus clientes. Mas, além disso, o investimento em estratégias de branding envolve outras vantagens que o tornam fundamental para sua empresa. Veja:

1. Agrega valor à sua marca

Os consumidores optam por marcas que combinem com eles, ou seja, que se encaixam em suas escolhas e demandas, com o seu padrão de vida e até mesmo em sua cultura. Por isso, as marcas precisam ter o seu valor muito bem definido.

Muitas marcas são conhecidas no mercado por defenderem qualidades bem estabelecidas, como, por exemplo, ampliar laços de amizade, preservar a família, conservar o meio ambiente, entre outros casos. Isso faz com que as pessoas tenham boas experiências e se identifiquem com a empresa devido ao que ela preza e evidencia.

Além disso, uma marca bem trabalhada apresenta valor de mercado muito maior do que outra que não investe em estratégias de branding e não se posiciona quanto aos atributos e princípios.

2. Otimiza o seu marketing

Quando a empresa está bem estruturada e traz imagem consolidada no mercado, é possível otimizar suas ações de marketing. Os consumidores certamente já possuem uma relação com a marca, o que torna as ações promocionais e de divulgação mais eficazes, de modo a alcançar muitas outras pessoas e a consolidar as relações com quem já a conhece.

Além disso, os resultados conseguidos também acabam se tornando muito mais rápidos. Com o auxílio da internet e do marketing digital, tudo o que for produzido tem grandes chances de se tornar um viral e alcançar novos clientes em potencial.

3. Atrai mais clientes

Marcas conhecidas e renomadas transmitem mais confiança do que aquelas que não trazem projeção no mercado e ainda são desconhecidas do público. Um bom plano de branding faz com que, cada vez mais, clientes sintam-se atraídos pela sua empresa. Essa técnica desperta o interesse também em clientes potenciais, que podem um dia se tornar fiéis e apaixonados pela empresa e seus produtos.

Por meio dos clientes fidelizados pelo branding, também é possível atrair mais compradores. Afinal, quem gosta de você acaba ajudando a propagar os conceitos e os valores da marca pela qual são apaixonados!

Viu como é importante investir em estratégias de branding? Para ficar por dentro de outras informações como essa, não deixe de nos seguir no Facebook e LinkedIn!

Os 10 erros mais comuns ao utilizar links patrocinados

Um dos recursos utilizados por marcas que tem páginas no Facebook são os links patrocinados, ou seja, pagar para que um post apareça no feed de notícias de pessoas que podem se interessar pela sua empresa.

No entanto, o processo de patrocinar links é mais complicado do que parece. Veja quais os 10 erros mais comuns ao usar esse recurso para não cometê-los:

  1. Utilizar palavras-chave genéricas: são mais caras por clique e menos eficientes. Tente ser preciso na hora de descrever seu produto;
  2. Deixar de ressaltar qual o diferencial do serviço oferecido: é muito importante deixar claro quais os benefícios de adquiri-lo;
  3. Deixar a palavra-chave escolhida fora do anúncio
  4. Não enviar os visitantes para sua página do Facebook
  5. Lançar uma campana com apenas um anúncio: crie anúncios diferentes para entender qual combina melhor com o público
  6. Usar somente a opção “correspondência ampla”
  7. Investir pouco
  8. Investir somente no início da campanha
  9. Não estabelecer limites de veiculação para a campanha: quanto menos segmentada ela for, menos eficiente
  10. Não monitorar os resultados da campanha

Erros de marketing digital que você não deve cometer

Apesar de ser a grande tendência de divulgação para empresas, é comum que os iniciantes nesse negócio comentam erros de marketing digital. Já existem diversos cursos sobre marketing online, gerenciamento de Adwords e planejamento de mídias sociais, por exemplo, para os interessados no assunto se aprofundarem mais e evitarem desperdício de tempo e dinheiro em campanhas falhas.

O principal objetivo é alavancar as vendas e criar uma identidade para a sua empresa. Erros de marketing digital podem gerar um impacto negativo nos números desejados e também manchar o nome da sua marca.

Nós listamos alguns dos erros mais comuns que devem ser evitados na hora de planejar suas estratégias:

Comprar listas de e-mail

Um dos maiores erros em relação ao e-mail marketing, é comprar listas de e-mail.

Primeiramente, as pessoas que irão receber os e-mails da sua empresa, não a conhecem. Elas podem ser totalmente diferentes do seu público alvo e não ter nenhum interesse no seu produto ou serviço. As chances delas marcarem as suas mensagens como spam é grande. Além disso, as próximas campanhas podem cair diretamente na caixa de spam e impedir que os destinatários vejam o que a sua empresa enviou.

O segundo ponto é que, a grande maioria dos e-mails da lista podem ser antigos e estarem desativados ou não serem confiáveis. Os destinatários dessa lista também devem receber outras dezenas de e-mails de outras empresas que também compraram endereços. A taxa de abertura dos e-mails e conversão acaba se tornando baixíssima.

Criar conteúdos sem patrocínio

O Facebook é a rede social que mais pode trazer bons resultados para a sua empresa, mas de nada adiantará produzir vários posts e não os impulsionar para que eles possam atingir uma grande quantidade de pessoas.

Para utilizar o gerador de anúncios no Facebook, é necessário investimento. Se você não está disposto a separar parte do seu orçamento para impulsionar as suas postagens do Facebook, é melhor nem perder tempo.

Posts patrocinados podem trazer resultados incríveis para a sua empresa. A taxa de engajamento é alta e redireciona muitas pessoas para o seu site.

Criar uma loja virtual e não divulgar

Todo o dinheiro investido na criação de um e-commerce pode ser perdido se a loja não for devidamente divulgada e não gerar o lucro desejado. Muitas lojas virtuais fecham cedo pela falta de preparo e divulgação feita pelos seus administradores.

Os custos são constantes, mas o resultado é recompensador.

Não utilizar palavras-chaves

Antes de criar textos e campanhas, é necessário pesquisar quais são as palavras-chaves mais buscadas pelo seu público no Google. O seu site deve ser otimizado com os termos mais buscados e as palavras mais relevantes de acordo com o volume de pesquisas.

Utilizar as palavras-chaves dentro de textos presentes no site ajudam a ranquear melhor sua página nas ferramentas de busca orgânica.

Não medir de onde os seus clientes estão vindo

Ter um pacote de Web Analytics é essencial para medir com precisão de onde as pessoas estão vindo para o seu site.

Você pode achar que o grande número de acessos está vindo de anúncios do Facebook, mas na verdade, o público veio do e-mail marketing que você enviou. Então, é claro, é nesta ferramenta que você deve investir.

Agora é hora de colocar os aprendizados em prática! Erros de marketing digital são comuns durante o começo de qualquer negócio. Basta corrigi-los e colocar a sua empresa no caminho certo. Boa sorte 😉

Dicas para incluir o Twitter nas estratégias de marketing

O Twitter é a mais divertida das redes sociais. Na maioria das vezes, é de lá que saem os memes que circulam no Facebook, por exemplo. O Brasil já chegou a ser o segundo país que mais utiliza essa rede social, lá pelos meados de 2010, quando o Twitter chegou em seu auge. Apesar do número de usuários ativos ter caído nos últimos tempos, os 328 milhões de contas ativas não podem passar despercebida pelas estratégias de marketing.

A rede social possui algumas características específicas, como por exemplo, o limite de número de caracteres das postagens dos usuários. Os tweets, como são chamados, podem ter até 280 caracteres. Também é importante considerar a alta quantidade de informação presente no site (cerca de 6 mil tweets por segundo) e o uso de hashtags. O site também disponibiliza uma coluna chamada Trending Topics, que mostra quais são assuntos mais falados na rede naquele momento. Com tantos pontos positivos, seria um desperdício deixar o Twitter fora do marketing.

Mas que tipo de conteúdo deve ser postado? Como chamar a atenção dos usuários para que eles se interessem pelos seus tweets? Confira as nossas dicas de como incluir o Twitter nas estratégias de marketing:

Frequência de tweets

Como dissemos, o Twitter é uma rede social com uma alta taxa de circulação de conteúdo. É necessário produzir um número maior de postagens e aumentar a frequência. O próprio Twitter disponibiliza ferramentas para que você possa entender o seu público e encontrar o equilíbrio ideal.

Use o Twitter Ads

Assim como o Facebook e o Instagram, também é possível fazer postagens patrocinadas no Twitter. Você pode escolher entre promover a sua conta, fazendo com que o Twitter sugira o seu perfil para o seu público-alvo ou impulsionar publicações específicas. Outra função da rede social são os chamados Cards. São cartões que trazem informações extras sobre um determinado tweet.

Interaja com os seguidores

Na aba “menções”, é possível ver quem está falando com você. Responda os tweets dos seus seguidores. Faça com que a rede se torne um canal de comunicação direta, sempre com leveza e descontração. A Netflix, por exemplo, é um exemplo de empresa que usa o Twitter para conversar em um tom descontraído com os seus clientes e sempre acaba viralizando na Internet, de uma forma positiva.

Você também pode dar retweet em postagens que achar relevantes ou em avaliações positivas sobre a sua empresa.

Use hashtags

Outra dica para incluir o Twitter nas estratégias de marketing é: use hashtags. As hashtags foram feitas para reunir postagens sobre um determinado assunto. Por exemplo: se a sua empresa for um salão de beleza, você pode postar diversas dicas sobre cuidados com o cabelo usando as hashtags #cabelo #cuidadoscomocabelo #produtosdebeleza. Assim, quem estiver procurando por esse assunto na rede social, poderá encontrar o perfil da sua empresa com mais facilidade.

Poste conteúdos em formatos visuais

Sabe o que também faz muito sucesso no Twitter? Imagens e gifs! Como essa rede social possui um ar mais descontraído, não tenha medo de usar memes divertidos em suas postagens. Além disso, como os tweets só podem conter até 280 caracteres, você consegue transmitir a sua mensagem economizando palavras e impactando o usuário visualmente. Uma imagem vale mais que mil palavras, né?

Incluir o Twitter nas estratégias de marketing pode trazer ótimos resultados para a sua empresa! Falando nisso, aproveite para saber quais são as ferramentas de gerenciamento de mídias sociais ideais para o seu negócio. Até a próxima!

Como utilizar o Instagram a favor da sua empresa

O Instagram é atualmente um dos maiores canais de comunicação da Internet. Assim como o Facebook e o Twitter, a popularidade e o número de pessoas online atraíram o interesse das marcas e essa mídia social começou a se tornar mais uma estratégia de marketing digital.

Os números são grandes. Em 2017, o aplicativo bateu a marca de 800 milhões de usuários ao redor do globo. Aqui no Brasil, o número de usuários é de 35 milhões. O nosso país é o segundo maior no ranking de pessoas conectadas, perdendo apenas para os Estados Unidos. Com tanta popularidade, seria um desperdício não utilizar o Instagram a favor da sua empresa.

Se você não possui muita prática nesta mídia social, a Lealmente trouxe algumas dicas para te ajudar a bombar o perfil da sua empresa e fortalecer ainda mais o nome da sua marca. Olha só:

Crie um perfil para a sua empresa

Obviamente, o primeiro passo é criar um perfil para a sua empresa no Instagram. Não utilize o seu perfil pessoal para divulgar os seus produtos ou serviços. Crie um perfil próprio para a sua marca, com o nome e o logo como foto de perfil.

O Instagram possui um espaço, logo abaixo do nome do perfil, chamado descrição. Utilize esse recurso para fazer uma curta apresentação do seu negócio, colocar telefones para contato, e principalmente, deixar o link para o seu site. Esse é o único lugar que o Instagram permite acessos clicáveis.

Poste conteúdo engajador e imagens com boa qualidade

A estética é a prioridade número um nessa rede social. Poste sempre fotos bonitas, de boa qualidade, com iluminação e que não irão passar despercebidas pelo feed dos seus seguidores. Fotos de má qualidade irão dar um aspecto amador e desleixado ao seu perfil e será difícil fazer com as pessoas tenham interesse em segui-lo.

Se você possui uma loja, deve postar fotos dos seus produtos. Mas só isso irá deixar os seus seguidores um pouco entediados. Aposte em legendas engajadoras, conteúdos de humor e vídeos. Se a sua empresa for um petshop, por exemplo, poste fotos e vídeos de animais fofos. Não há quem resista!

Use hashtag

Outro recurso muito eficaz para utilizar o Instagram a favor da sua empresa é usar as hashtags. As hashtags são as palavras-chaves dessa rede social. Por exemplo, se você postar uma foto com a hashtag #flores, ele irá para um banco junto com várias outras fotos na mesma categoria. Isso facilita muito quem está procurando por flores no Instagram e o usuário pode acabar conhecendo a sua loja. Mas não exagere! Utilize no máximo cinco tags por foto.

Faça Stories para utilizar o Instagram a favor da sua empresa

Desde que foram implantados na rede social em 2016, os Stories são muito utilizados pelos usuários. São fotos e vídeos que desaparecem depois de 24 horas do momento da postagem. Muitas marcas usam esse recurso para construírem um relacionamento mais próximo com o cliente, mostrando os bastidores da empresa e realizando pesquisas de opinião. Explore essa ferramenta e saia do tradicional!

Interaja com os consumidores

Quando um consumidor posta uma foto do seu produto e marca o usuário da empresa, ele certamente quer ser notado. Interaja com ele com uma curtida ou comentário. Essa é uma ótima maneira de fidelizar o cliente e construir uma relação mais próxima. Não deixe também de responder os comentários que os seguidores deixarem nas suas postagens.

E aí, gostou das nossas dicas de como utilizar o Instagram a favor da sua empresa? Aqui na Lealmente nós fazemos todo o trabalho de gerenciamento de mídias sociais. Se você procura por esse tipo de serviço para a sua marca, é só entrar em contato conosco 😉

Dicas para aumentar o lucro da sua loja virtual

Sabemos que obter lucro quando se começa um e-commerce do zero não é fácil e requer tempo. Se você pensa que basta abrir a sua loja virtual para começar a enriquecer, saiba que não é bem assim. É um trabalho com várias etapas e investimentos, que com dedicação e estratégias bem definidas, pode-se alcançar a meta desejada.

Mas como aumentar o lucro da loja virtual? Existe uma receita certa para isso? Nós trouxemos algumas dicas para te ajudar a traçar seus planos de crescimento e prosperar com o e-commerce.

Marketing de conteúdo

Coloque-se no lugar do cliente: você está procurando um produto X na Internet. Você se depara com uma loja, que além de vender os produtos, possui um blog e postagens em mídias sociais com conteúdos relevantes ao assunto e dicas de utilização. Ao continuar com a procura, você se depara com outra loja que não possui as mesmas informações. Em quem você confiaria mais?

O marketing de conteúdo, além de ajudar a ranquear o site em boas posições nos resultados de buscas orgânicas, faz com que a sua rede de clientes cresça através da credibilidade construída por conteúdos relevantes e valiosos. O público-alvo começa a ter uma percepção positiva da marca, gerando mais negócios.

E-mail marketing

Se você já tem e-mails cadastrados em sua base, comece a enviar newsletter de promoções e novidades. Mas cuidado para não exagerar na frequência, assim você evita cair direto na caixa de spam do destinatário ou se tornar inconveniente para os seus clientes.

Fique de olho na taxa de abertura e cliques de cada e-mail. Você poderá medir quais formatos e assuntos estão dando certo e quais precisam ser repensados.

Adapte-se para mobile

Grande parte dos usuários da Internet acessam as mídias sociais e lojas virtuais pelo celular. Se o cliente sentir dificuldade em realizar a compra em sua loja virtual porque ela não se adapta para mobile, ele certamente desistirá da compra. Certifique-se de ter um site responsivo, que pode ser aberto em qualquer dispositivo e tenha uma boa visualização.

Ofereça várias opções de pagamento e segurança ao consumidor

Quem nunca chegou a etapa final de uma compra e desistiu pelo site não oferecer a opção de pagamento necessária ou não transmitir segurança?

Além do tradicional cartão de crédito, procure ampliar as formas de pagamento com as opções de boleto bancário, débito em conta ou carteira virtual (Paypal e Mercado Pago, por exemplo). Dessa forma, o consumidor se sente mais à vontade na hora de pagar e evita que ele abandone o carrinho por falta de opção.

Atente-se também em ter os selos de segurança (SSL, Site Blindado, etc) nas páginas de compra.

Se você quer mais dicas para aumentar o lucro da loja virtual, não deixe de ler também os nossos textos sobre como fazer um e-mail marketing de sucesso e como montar um e-commerce. E claro, se você precisar de ajuda na gestão da sua loja ou nas mídias sociais, entre em contato conosco 😉

Dicas para aumentar a conversão no e-commerce

De nada adianta um grande número de visitas em sua loja virtual se a taxa de conversão de vendas continua pequena, não é mesmo? Olhando pelo lado positivo, ter um bom tráfego é essencial para que o seu e-commerce obtenha o sucesso desejado no futuro.

Agora, vem a parte mais difícil: fazer com o que os visitantes concluam a compra no site. O conteúdo precisa ser chamativo, objetivo e “seduzir” o consumidor. Quando a venda é feita, o processo é chamado de conversão. O simples visitante passa a ser cliente da sua loja.

Aumentar a conversão no e-commerce é um trabalho constante e existem diversas maneiras de subir essa taxa do seu site. A Lealmente preparou esse post especialmente para você que está com dificuldades de conseguir efetivar clientes.

Utilize imagens de boa qualidade 

As imagens são o que chamam atenção de qualquer pessoa em qualquer plataforma, seja no site ou em mídias sociais. Fazem com o que cliente sinta mais confiança na loja e no produto e estimula o desejo de adquiri-lo.

As fotos precisam ser de ótima qualidade para que o cliente possa ter a visão do todo. Opções de zoom, visão 360º ou fotos de todos os ângulos bem iluminadas e grandes são as mais adequadas.

Deixe avaliações e comentários de outros clientes em evidência

Antes de adquirir qualquer produto ou serviço pela internet, a maior parte das pessoas consultaram as avaliações de outros compradores. Isso é ainda mais importante para pequenas empresas que acabaram de começar e ainda não possuem grande popularidade.

Mostrar os comentários – positivos e negativos – transmitem segurança e transparência aos futuros clientes. Além disso, a opinião alheia é uma grande influenciadora na hora de fechar ou não a compra.

Crie um blog para aumentar a conversão no e-commerce

Uma das estratégias mais poderosas do marketing digital é a criação de blogs.

Com o blog, você pode postar conteúdos relevantes referentes ao seu ramo de negócio e chamar a atenção de um novo público que antes desconhecia a loja. Além disso, o blog é essencial para a otimização das técnicas de SEO, fortalecimento da marca, poder de influência sobre potenciais clientes e maior engajamento entre o público-alvo e o e-commerce.

Tenha um site responsivo

Um site responsivo é aquele que se adapta em qualquer dispositivo móvel. Hoje em dia, a maior parte das pessoas acessam a internet por meio de smartphones e tablets.

Se o seu site não for responsivo e o visitante sentir dificuldade de navegar nele por meio do dispositivo móvel, ele provavelmente irá desistir da compra e procurar um concorrente que ofereça o site nesse formato.

Um site responsivo é essencial para aumentar a conversão do e-commerce.

Tenha um processo de checkout simples

O visitante pode até colocar os itens desejados no carrinho, mas se o processo de finalização da compra for complicado, ele pode desistir.

Apresente as informações de forma clara e mostre o progresso do cadastro, assim o cliente se sente incentivado a continuar.

Leia também os nossos textos sobre frete grátis no e-commerce e como montar um e-commerce de sucesso. Até mais!